Artigos

Os avanços tecnológicos modificarão as perspectivas do mercado de trabalho?

Sim

 

Transformação Digital – mudanças e impactos no mercado de trabalho.

Caio Faria Pedroso*

 

Quando ouvimos a palavra tecnologia, não há como não pensar nos dispositivos que utilizamos em nosso dia a dia, como celulares, computadores e impressoras que surgiram há relativamente pouco tempo e já impactaram notoriamente a forma como trabalhamos atualmente. Além de equipamentos, novas tecnologias vêm possibilitando cada vez mais não só a mobilidade e a automação como também a análise e o processamento eficazes de dados. Poderíamos considerar que esse conjunto tende a direcionar a humanidade para um futuro onde Inteligência Artificial (IA) e Internet das Coisas (IoT, sigla em inglês para Internet of Things) serão os pioneiros da transformação digital no mercado de trabalho.                    

Inteligência Artificial (IA) trata da capacidade de mecanismos ou de softwares “raciocinarem” para resolver problemas, tentado imitar o comportamento humano em processos como aprendizagem e identificação de padrões. Apesar de tal conceito ter surgido por volta dos anos 1950, pesquisas e investimentos nesse campo ganharam muito mais força recentemente, devido aos novos recursos computacionais que viabilizam o desenvolvimento de algoritmos e ferramentas apropriadas. Pesquisas estimam que robôs inteligentes possam assumir, ainda que parcialmente, 5 em cada 10 empregos existentes, onde automatização, produtividade, desempenho e redução de gastos são apenas alguns dos benefícios propostos pela inteligência artificial.

Ao mesmo tempo em que há “máquinas que pensam”, surge uma tecnologia que pretende conectar os mais variados objetos à internet, ganhando cada vez mais destaque: a IoT (Internet of Things). A Internet das Coisas se configura como uma extensão da internet atual, na qual qualquer objeto – sim, qualquer objeto, até mesmo sua escova de dentes – tem a capacidade de se conectar à rede através de um sistema embarcado (sistema operacional dedicado a algo em específico), possibilitando vantagens como o acesso remoto e a comunicação com demais objetos conectados. Uma das principais propostas para o futuro, por exemplo, é o aumento em grande escala da produção de dispositivos vestíveis, levando empresas que fabricam roupas e acessórios a se preocuparem mais com a qualidade das funcionalidades de seu produto do que com o tipo de tecido da roupa, e isso revolucionará o mercado de maneira positiva.

          Desse modo, é certo que a tecnologia continuará a mudar, e muito, o mercado de trabalho e a forma como vivemos atualmente. Ao mesmo tempo em que muitas vagas e postos de trabalho serão extintos porque não conseguirão sobreviver, também surgirá, como já está surgindo, uma outra demanda de mão de obra. Esses profissionais deverão ter uma formação especializada, extremamente capacitada para lidar com as novas tecnologias que já se impõem no mundo do trabalho. 

Caio Pedroso

O que não pode ser desconsiderado é que o Brasil precisa avançar, seguir o ritmo do passo internacional, ter consciência dessas mudanças radicais no mundo. Todos nós, brasileiros, temos que estar conscientes de que é pelo estudo que a nova geração de empregos poderá elevar o nível da inovação, da empregabilidade, da renda e da qualidade de vida. A FATEC, como instituição ligada à tecnologia, tem contribuído para o avanço brasileiro. Eu faço parte da Fatec Mogi Mirim, e pelo Curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, que eu estudo, acredito que já participo do futuro, pelas inúmeras descobertas que tenho feito e aprendido.

 

 

* CAIO FARIA PEDROSO é aluno do 2º semestre, noturno, Curso Superior de ADS- Fatec Mogi Mirim.

Copyright © 2017 Faculdade de Tecnologia de Mogi Mirim - Arthur de Azevedo - Telefones: (19) 3806-2181 e 3806-3139
Desenvolvido por Joomla 1.7 Templates